top of page
Buscar
  • Algo Mais

Dia do Aposentado

Segundo a Anbima, atualmente, a previdência privada movimenta mais de R$ 1,14 trilhão de patrimônio líquido no Brasil


Por Carol Amorim - Algo Mais Consultoria e Assessoria


Para homenagear os profissionais que dedicaram anos de vida ao trabalho, se comemora nesta terça-feira, 24, o Dia Nacional do Aposentado. E, para viver esse período com tranquilidade financeira, os recursos da previdência se tornam necessários. Uma forma de obter ainda mais tranquilidade é contar com a proteção da previdência privada, aliada à Previdência Social.


Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), a previdência privada cresceu nos últimos tempos e, atualmente, movimenta mais de R$ 1,14 trilhão de patrimônio líquido. Isso demonstra que o brasileiro tem apostado nessa modalidade para contribuir com o próprio futuro.


Larissa Amaral, Assessora de Produtos e Serviços da Sicredi Expansão, conta detalhes importantes sobre esse produto, como o fato de que qualquer pessoa pode contratar o plano de previdência privada, seja uma criança com um responsável adulto, e que uma das principais medidas pré-contratação é manter a organização financeira.


“Mais que um investimento para o futuro, os planos de previdência privada são um conjunto de soluções para cada momento de sua vida ou da vida de quem você ama. São aceitos nos planos tanto crianças como idosos. O ideal é que se tenha um objetivo de acúmulo e um planejamento financeiro”, conta.


Entre os benefícios dessa modalidade, Larissa aponta a diversificação da carteira de investimentos e a possibilidade de benefício fiscal, a depender do plano escolhido. “Além disso, o contribuinte de previdência privada é quem determina o valor da contribuição, o que a torna acessível para todos os bolsos. Pode haver aportes mensais ou esporádicos, e a reserva acumulada em previdência privada pode ser resgatada a qualquer momento, mesmo antes da data escolhida para saída. Cada fundo tem um tempo determinado entre a solicitação de resgate e a conversão das cotas em dinheiro”, salienta.


A Assessora de Produtos e Serviços da Sicredi Expansão também informa que, no momento da contratação do plano, o contratante irá definir a idade de saída e o tipo de plano que deseja, entre Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) e Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), além do regime de tributação, entre regressivo ou progressivo.


“A grande diferença entre os planos é a forma de tributação. O PGBL é um produto ideal para quem faz declaração de Imposto de Renda pelo formulário completo, pois permite a dedução das contribuições da base de cálculo do IR de até 12% da renda bruta anual tributável. Isso diminui o valor a pagar de IR ou pode aumentar a restituição. Enquanto o VGBL é um produto ideal para quem faz declaração de Imposto de Renda pelo formulário simplificado, para quem é isento da declaração ou para quem já atingiu o limite de 12% de dedução”, detalha.


Larissa ainda frisa que, no resgate de todos os planos de previdência privada existentes no mercado, incide imposto de renda. No resgate do produto PGBL, por exemplo, o imposto incide sobre o valor total resgatado (contribuições e rendimentos). Já no resgate do produto VGBL, o imposto incide apenas sobre os rendimentos.


Na Sicredi Expansão há uma diversidade de produtos e serviços e, entre eles, está a contratação de planos para a previdência privada. Para saber mais, basta acessar o endereço https://www.sicredi.com.br/coop/expansao/ ou se dirigir à agência mais próxima.

bottom of page