Buscar
  • Luana Nunes

Hotéis Ponta Verde renovam estrutura

Grupo alagoano contrata Ozanir Castilho como Diretor Executivo com a missão de dirigir suas operações e estratégias


Por Álvaro Müller – Algo Mais Consultoria e Assessoria


Enquanto o mercado vivia uma pandemia de escala mundial, o tradicional Hotel Ponta Verde rejuvenescia. Idealizado pelo empresário Mauro Vasconcelos, à época um jovem visionário de 21 anos, o empreendimento erguido há quatro décadas, na orla de Maceió, reabriu suas portas no mês de setembro com nova marca, muito mais moderno, funcional e com a essência da cultura alagoana gravada em cada detalhe da sua decoração. Tantas mudanças são o resultado de aproximadamente R$ 4 milhões em investimentos num processo de modernização que começou em 2017 e não parou até o momento.

“Aprendemos com o nosso pai, fundador e presidente do Grupo Ponta Verde, que é justamente nos momentos mais difíceis que devemos investir na empresa e prepará-la para colher os frutos, quando as oportunidades chegarem. Investimos numa reestruturação que reforça os nossos valores de inovação, sustentabilidade e o propósito de transformar hospedagem em hospitalidade memorável. Nos Hotéis Ponta Verde, o turista não chega somente para dormir, ele vive todo um ciclo de experiências, tem contato com a cultura, o artesanato e a história de Alagoas”, afirma Maurinho Vasconcelos, diretor Comercial e de Hospitalidade do Grupo.

O processo de modernização do Hotel Ponta Verde Maceió começou há cerca de três anos com a revitalização dos 203 apartamentos, o que compreende na troca de todos os colchões, na aquisição de novos enxovais, móveis, TV smart, investimentos na iluminação e na decoração. A recepção foi realocada, ampliada e, hoje, está integrada ao lobby as novas áreas de espaços fitness e baby copa. Ao chegar na recepção, os clientes podem notar que há uma vitrine de produtos artesanais selecionados por uma curadoria de artesãos e que podem ser adquiridos pelos turistas e visitantes. Ao lado, um videowall exibe conteúdos com informações turísticas, culturais e históricas de Alagoas.

Em 2020, além da construção de um deck com vista panorâmica para a praia, o grupo investiu em reformas estruturais, a exemplo da ampliação da rampa de acessibilidade para cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção. A fachada do prédio também foi revitalizada criando uma harmonia entre a tradição das cerâmicas originais do prédio e a modernização das esquadrias acústicas, com tom esverdeado dos vidros, que parecem espelhar a cor exuberante do mar logo à sua frente.


“Aqui, o hóspede tem a vista da praia de Ponta Verde em todo o seu ciclo de experiências da estadia: ele faz o check-in, vai ao restaurante, utiliza o espaço kids, o apartamento, o elevador panorâmico, a piscina e faz exercícios físicos. Tudo isso com vista completa para o mar. Este é o nosso grande diferencial”, ressalta Ana Laura Vasconcelos, diretora Administrativa do Grupo Ponta Verde.

Como parte da modernização do hotel, o restaurante também recebeu investimentos em toda sua reestruturação. Uma iluminação valorizando a ambientação, novos móveis e janelas capazes de ampliar a imponência do azul do mar da praia de Ponta Verde, reforçando, assim, a importância do serviço de alimentação neste ciclo de experiência do cliente.


Com o objetivo de atender a todas as recomendações dos órgãos de saúde, frente à pandemia que estamos vivendo, o hotel também passou por reestruturação para cumprir o todos os protocolos de prevenção à covid-19. Em atendimento às normas preconizadas pelas autoridades públicas de saúde, o Ponta Verde funciona com capacidade reduzida.


Executivo hoteleiro de renome nacional


As transformações que marcam os 40 anos do Hotel Ponta Verde são inúmeras, mas o principal investimento, sem dúvida, foi em capital humano. Mais três gerentes foram contratados e, agora, integram à equipe conduzida pelo gaúcho José Ozanir Castilhos da Rosa, executivo hoteleiro com 35 anos de experiência profissional e trabalho reconhecido em todo o Brasil. Ozanir é o novo diretor Executivo do Grupo Ponta Verde e tem pela frente a missão de dirigir as operações dos hotéis de Maceió e da Praia do Francês, em Marechal Deodoro, além de contribuir com a elaboração do planejamento estratégico do Grupo para os próximos anos.

“Aceitei o convite porque enxerguei um projeto muito interessante, de um grupo que trouxe para o empreendimento de 40 anos um ar jovial, um ambiente muito moderno e atrativo. Gosto dessa visão de atualização e da coragem para reinvestir no negócio e deixá-lo com a cara que o cliente quer. O Grupo Ponta Verde escuta a voz do cliente e tem a vontade de ser sempre reconhecido pelo padrão de qualidade e pela inovação. A família que já é conhecida pela sua expertise na hotelaria, construiu o primeiro hotel no coração da Ponta Verde e desbravou com coragem a Praia do Francês, com a construção do primeiro hotel de alto padrão de qualidade. Agora, com foco no crescimento, vamos discutir o nosso planejamento estratégico, onde queremos ir e como vamos chegar. Com os pés no chão, nos prepararemos para o futuro”, diz Ozanir.

Durante quase duas décadas, assumiu cargos de gestão na Accor Hotéis, foi diretor do Beach Class Resort, em Porto de Galinhas (PE) e do Serrano Resort de Gramado (RS). Nos últimos nove anos, desempenhou diversas funções de diretoria na Bourbon Hotéis e Resorts, além da Diretoria Geral do Bourbon Atibaia Resort, o maior hotel de convenções do Brasil com mais de 780 colaboradores e cerca de 50 salas de eventos. Tem especialização em Gestão Hoteleira na Holanda, na Den Haag Hotel School e tem pós-graduação em Hotelaria, com aulas ministradas em instituições como as universidades federais do Maranhão (UFMA) e de Pernambuco (UFPE). Ele também foi diretor e presidente do Convention Bureau de Recife e, em seguida, vice-presidente do Convention Bureau de Atibaia.