Buscar
  • Algo Mais

Nistagmo: saiba mais sobre a doença

Condição rara, que atinge cerca de 0,2% da população, pode ser causada por vários tipos de patologias, afirma oftalmologista.


Por Algo Mais Consultoria e Assessoria


Recentemente, a postagem de uma usuária do Twitter viralizou depois que ela descobriu que um dos integrantes do grupo Black Eyed Peas, o Apl, tem uma condição denominada de nistagmo - movimentos oscilatórios do globo ocular que geralmente resultam na redução de clareza e nitidez da visão. Segundo especialistas, o nistagmo é uma condição rara, que acomete cerca de 0,2% da população geral e que pode estar associada a outras patologias sistêmicas.


Apesar da surpresa que essa descoberta causou em usuários da rede social, a patologia do integrante do grupo estadunidense não é novidade. Em 2011, Apl já havia revelado, em entrevista ao jornal “The Sun”, que era legalmente cego. “Consigo perceber bem as formas, mas se não estiver suficientemente perto, mesmo que seja uma coisa grande, não consigo lê-la”, relatou.


De acordo com Marina Viegas, oftalmologista e professora do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL), o nistagmo é caracterizado pelos movimentos oscilatórios do globo ocular, que podem ser verticais ou horizontais. Ela também conta que a patologia pode estar associada a diversas outras, como as doenças cerebrovasculares; traumas do sistema nervoso central; labirintite; doenças vestibulares; patologias oculares que provocam baixa visão; déficit vitamínico; infecção do sistema nervoso central; entre outras.


“Ao depender da patologia de base, o nistagmo pode ser tratado. O tratamento em geral vai depender da patologia que está provocando essa condição. Em alguns casos, não há um tratamento eficaz, mas em outros, pode ser tratado com cirurgia ou lentes corretivas, que podem melhorar o nistagmo”, explica.


Marina Viegas ainda exemplifica que, se uma criança tiver nistagmo e ametropia - erro de refração que pode ser classificado como miopia, astigmatismo e outros -, a saúde ocular pode ser corrigida através da prescrição de óculos ou lentes. Mas que em casos de patologias mais graves, como um distúrbio no sistema nervoso central, infecção, trauma ou esclerose múltipla, há dificuldade para obter sucesso com o tratamento.


A médica ressalta que o nistagmo é uma condição rara, mas que quando acometida, costuma ser diagnosticada em pessoas que apresentam algumas das patologias citadas. Ela ainda reforça que a melhor forma de prevenção e tratamento adequado para essa condição é através da realização de consultas e exames oftalmológicos regulares.