Buscar
  • Algo Mais

Projeto capacita jovens em Maceió

Vergel do Lago recebe a primeira turma; qualificação será dividida em três partes


Por Anna Sales e Iracema Ferro - Algo Mais Consultoria e Assessoria


O Vergel do Lago foi o bairro escolhido para a realização da primeira das 10 turmas, com 30 participantes cada, do Brasil Mais Empreendedor, que capacitará 300 empreendedores iniciais ao longo deste ano de 2022. O primeiro grupo de jovens empreendedores iniciou a qualificação esta semana. Entre eles está Morgana Karla, que já tem seu próprio negócio, o Sabor da Hora, mas ainda não sabe se guiar nas questões de administração e, por isso, decidiu entrar no projeto.


“Meu negócio surgiu da oportunidade: meus amigos e familiares sempre pediam doces e salgados para os aniversários e me perguntavam porque eu não fazia para vender. Iniciei as vendas, mas ainda tenho pouca experiência com a parte administrativa. Com as aulas, pretendo ter um norte melhor sobre essas questões. Espero que ao final da qualificação, eu esteja entregando meus produtos para toda Maceió e gerando emprego para as pessoas da minha comunidade”, conta.


O projeto é realizado pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) em parceria, por meio de termo de fomento, com a Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, viabilizada pela destinação de emenda parlamentar no ano de 2019 do, na ocasião, deputado JHC e conta com a coordenação técnica do CJE Maceió.


Maria Brasil, presidente da Conaje, aponta que os principais objetivos do Programa é fazer com que os jovens consigam trazer renda para dentro de casa e, futuramente, gerar empregos dentro da própria comunidade.


“Quando o programa foi iniciado, em 2019, pelo presidente Marcelo Quello, foi colocada a meta de alcançar cem mil jovens formados pelo programa. A cada nova turma que abrimos é um passo à frente rumo à meta. Sabemos também que grande parte da economia brasileira vem das micro e pequenas empresas. Então, esperamos que os novos alunos possam adentrar esse mercado e ajudar na retomada do crescimento econômico”, comenta.


A expectativa de ver os alunos entrarem no mercado também é compartilhada por Guilherme Nonohay, professor da turma inicial. O desejo que ele possui é de ver 30 novos negócios ‘saindo do forno’. Além disso, o professor espera que, ao final da capacitação, os empreendimentos estejam gerando receita e ajudando os alunos, a família e a comunidade ao redor.


As aulas desta primeira turma do Projeto Brasil Mais Empreendedor serão ministradas no Vergel do Lago. Para Carlos Jorge, secretário municipal de Assistência Social, o sentimento é de felicidade ao ver o projeto no bairro, atendendo jovens em hipervulnerabilidade, ajudando-os a desenvolver novas habilidades e competências, além de posicioná-los no mercado de trabalho ou na carreira de empreendedor.


“A expectativa está a mil. Ficamos ali sempre vendo como jovens têm se dedicado a desenvolver competências. Temos o olhar de inclusão social do programa. Agora, é só bater grandes metas e ver cada jovem ocupando seu lugar”, relata.


Marcos Rinaldi, gestor do Programa Brasil Mais Empreendedor, comenta que tanto os alunos, quanto os profissionais envolvidos no projeto em Maceió, estão engajados na missão de formar novos empreendedores. “Esperamos tirar esses jovens da fila do emprego, ajudá-los a ter uma renda maior e que no futuro possam também gerar novos empregos. Eu até costumo dizer que o certificado do empreendedor é dinheiro no bolso”, declara.


Projeto atenderá outros bairros


Martin Oliveira, integrante do CJE Maceió, entidade que atua na coordenação técnica do projeto, destaca que o lançamento do projeto ajudou a criar expectativas para a expansão do projeto para outros bairros da capital, e até mesmo para cidades do interior, como Palmeira dos Índios e Maribondo. Segundo ele, o CJE está articulando junto a instituições com atuação nas comunidades mais carentes buscando entender as necessidades e os potenciais locais para aplicação das outras nove turmas programadas para este ano. Os interessados em receber novas turmas do projeto podem entrar em contato pelo e-mail projetos.cje@gmail.com.


“O objetivo é atender os bairros que mais precisam. Esperamos, ao final de cada turma, ver os negócios caminhando bem, com o apoio dos instrutores e da equipe que está trabalhando nisso. Estamos passando por diversas aulas e esperamos que os jovens saiam com os seus planos de negócios prontos e com o acompanhamento para colocar em prática tudo que foi aprendido na capacitação”, analisa.