Buscar
  • Luana Nunes

Soft Skills: você sabe o que são?

O termo em inglês é utilizado para definir as características comportamentais, de caráter subjetivo, que impactam a rotina de trabalho


Por IEL/AL e Algo Mais Consultoria e Assessoria


Com o passar dos anos o mercado de trabalho fica mais competitivo. Surgem cada vez mais alunos especializados e novos requisitos para preencher as vagas de estágio. Atualmente, existem inúmeros instrumentos informatizados que são utilizados como ferramenta de trabalho. Por mais modernos que sejam, existem competências que apenas os seres humanos são capazes de desempenhar. A maioria são históricas, no âmbito pessoal e profissional, que formam a estrutura da personalidade, o conjunto comportamental, e que recebe o nome de Soft Skills.


Essas qualificações são observadas pelos recrutadores e contam como diferenciais competitivos, juntamente com os aspectos técnicos (cursos, formações, estudos). Na prática, o que importa é o conjunto da técnica e das aptidões pessoais. Pensar em Soft Skills, é visualizar um time de alta performance com conhecimentos e inteligência emocional, tendo habilidades que tanto podem ser naturais ou desenvolvidas ao longo do tempo, por meio dos aspectos comportamentais, mentais, emocionais e sociais.


“As pessoas são contratadas pelo perfil técnico e são demitidas pelo perfil comportamental. O Soft Skills traz as habilidades que as empresas necessitam, sendo um conjunto comportamental que agrega valor ao estagiário e ao trabalhador. Uma coisa é fazer uma triagem curricular e ver que o aluno possui conhecimentos técnicos em Word, Excel e CorelDraw, e outra é a parte do desenvolvimento de uma boa comunicação, que faz toda diferença no mercado de trabalho,” detalhou Francine Ferro, analista de carreiras do IEL/AL.


Muitas vezes, essas características sequer são percebidas pela pessoa que as apresenta. Numa entrevista de emprego algumas perguntas são clássicas, como: “Quem é você?” ou “Quais as suas maiores habilidades?” ou até “Fale sobre você!”, geralmente deixa o candidato tímido, sem saber o que falar. Conhecer suas capacidades é uma grande virtude para o sucesso pessoal e profissional. Com um bom nível de autoconhecimento, uma pessoa pode reconhecer suas habilidades emocionais e utilizá-las a seu favor. Isso começa desde a construção do currículo, e perdura por todo o processo seletivo, principalmente diante do desempenho durante as suas atividades de estágio ou trabalho.


O Instituto Euvaldo Lodi de Alagoas (IEL/AL) é uma das mais importantes entidades para a indústria, assim como, para empresas do comércio e serviços. Isso porque é responsável por fomentar vários serviços de aperfeiçoamento, tanto para a gestão empresarial quanto para a capacitação profissional. Confira alguns spoilers das habilidades mais requisitadas pelas empresas:

  • Criatividade;

  • Trabalho colaborativo;

  • Autoconhecimento;

  • Protagonismo;

  • Boa comunicação;

  • Resiliência;

  • Networking através da empatia;

  • Mindset ágil;

  • Gestão do tempo;

  • Abertura aos feedbacks;

  • Entusiasmo;

  • Persuasão;

  • Capacidade de adaptação.

A missão do IEL/AL é promover o estímulo à inovação, o aperfeiçoamento da gestão, o desenvolvimento de carreiras e a interação entre as empresas e os centros de conhecimento, contribuindo com a competitividade da indústria alagoana, sempre mantendo a ética, transparência, satisfação dos clientes, alta performance e valorização das pessoas.