Buscar
  • Algo Mais

Empreenda com segurança

Atualizado: 10 de jun.

O projeto é realizado em Alagoas pela Conaje em parceria com o Ministério da Economia e coordenação técnica do CJE Maceió


Por Iracema Ferro - Algo Mais Consultoria e Assessoria


Empreender não é tarefa das mais fáceis, mas tem sido a saída para milhões de brasileiros em tempos de instabilidade econômica e poucas contratações no mercado formal. A dificuldade aumenta quando o empreendedor começa o seu negócio sem nenhuma orientação prévia, o que pode acabar resultando em frustração e prejuízos financeiros. É justamente para criar um caminho mais seguro para o empreendedor que surgiu o projeto Brasil Mais Empreendedor, que chegou à Maceió em fevereiro deste ano e já está em sua 5ª turma, capacitando jovens empreendedores residentes em áreas de vulnerabilidade social e oferecendo mentoria para que os negócios sejam sustentáveis e lucrativos.


Participante da 1ª turma do programa, Mariana Ferreira já empreendia há cinco anos no ramo de acessórios para meninas, mais precisamente na confecção de laços. “Quando minha filha nasceu, aprendi a fazer laços e comecei a fazer para ela usar. As vizinhas começaram a ver, perguntar onde eu havia comprado e se surpreenderam ao saber que eu mesma tinha feito. Logo uma amiga insistiu para que eu fizesse um laço para a filha e foi assim que eu comecei a vender”, rememora.


Inicialmente, Mariana vendia para as vizinhas e amigas e sua vitrine era o Instagram (@marilacos) e sua ‘modelo’ a filha Maysa Rebeca. As vendas fluíam, mas ela sentia que o seu negócio não estava ‘andando’ como ela gostaria, principalmente com a chegada da pandemia. Foi então que a empreendedora soube da chegada do projeto Brasil Mais Empreendedor em Maceió e que a 1ª turma seria realizada em seu bairro, o Vergel do Lago.


“Me inscrevi e fiquei maravilhada com o intensivão de capacitação. Foi um grande desafio conciliar minhas obrigações como mãe e empreendedora e ainda assim participar da capacitação, mas agarrei esta oportunidade e aprendi muito. Precificação era meu principal problema: eu simplesmente não sabia o que entrava e o que não entrava no cálculo do preço dos meus produtos. Outro fator era ter um tempo específico para me dedicar aos laços”, avalia.


Após a capacitação, Mariana Ferreira percebeu que precisava de um ponto físico para comercializar seu produto e, assim, estar mais perto dos seus clientes, com laços a pronta entrega e também sob encomenda. Ter um ponto comercial também ajudaria em ter um tempo e local específico para produzir os acessórios. E foi assim que a Mari Laços foi na contramão de outros negócios e saiu do mundo virtual para uma loja no Conjunto Virgem dos Pobres I, em frente à quadra de areia, inaugurado esta semana após uma reforma feita pelas mulheres do Águia Femme (um projeto que capacita mulheres para trabalhar na construção civil) e com a decoração no dia do evento assinada pela Adriana Santos, outra aluna da 1ª turma do Brasil Mais Empreendedor que trabalha com lembrancinhas e decoração de festas em sua empresa Giselly Festas.


O Brasil Mais Empreendedor é realizado pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) em parceria, por meio de termo de fomento, com a Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia e conta com a coordenação técnica do Conselho de Jovens Empreendedores de Maceió (CJE Maceió).


Após uma semana de capacitação intensiva em empreendedorismo, os participantes do projeto recebem três meses de consultoria inteiramente gratuitos, período chamado de incubação. O membro do CJE Maceió e um dos responsáveis pela consultoria, Sávio Carnaúba, fala sobre a sensação de ver uma de suas mentoradas avançar no caminho do empreendedorismo inaugurando sua loja. “Orgulho enorme dela conseguir concretizar esse ciclo. a Mariana se destacou bastante durante o período de pré-aceleração, sempre buscando aprendizado e informações que dariam base para a decisão de abrir a loja física”, destaca.


Próxima turma


O Brasil Mais Empreendedor está com edital aberto, até o dia 2 de junho, para a nova turma em Fernão Velho. Entre os requisitos exigidos para participar, o candidato deve ter idade entre 17 e 39 anos, renda familiar até R$ 808,00 por integrante e residir preferencialmente em Fernão Velho ou em bairros ou comunidades próximas que tenham indicadores de vulnerabilidade social. As inscrições são feitas pelo site conaje.com.br/brasilmaisAL/.


O projeto já capacitou jovens empreendedores no Vergel do Lago, Prado, Poço, Jacintinho e atualmente está com turma em andamento no Benedito Bentes.