Buscar
  • Algo Mais

Trabalha sentado? Previna-se!

A ginástica laboral melhora o sistema cardíaco e respiratório, reduz a sensação de fadiga e corrige a postura

Por Elzir Souza - Algo Mais Consultoria e Assessoria


Reservar um tempo para movimentar o corpo ao longo da jornada de trabalho é fundamental para aumentar o foco e a concentração, além de diminuir a fadiga e o esgotamento muscular. A ginástica laboral é uma série de exercícios de curta duração, entre 10 e 20 minutos, que envolve técnicas de alongamento da cabeça, tronco, membros superiores e inferiores e técnicas de respiração, ela ainda age na percepção corporal e reeduca a postura.


No escritório ou em casa, as pessoas devem estar em condições de cumprir longas horas de trabalho. O local deve estar adaptado com cadeiras e mesas adequadas. O ângulo da tela no computador ou notebook também é fundamental para manter a postura durante toda a jornada. Quanto mais tempo uma pessoa passa sentada, mais propensa ela se torna a desenvolver problemas crônicos, como diabetes e doenças cardiovasculares, além de outras condições adversas para a saúde.

O fisioterapeuta e professor do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL), Fábio Monteiro, explica o funcionamento do corpo enquanto as pessoas ficam paradas por muito tempo. “Com a diminuição do trofismo ou do esforço físico, os músculos vão ficando mais fracos. Quando o metabolismo começa a ficar mais lento, ele entende que o corpo está em situação de repouso e começa a gastar menos energia, aumentando a possibilidade de doenças circulatórias”, esclarece.


Quando as pessoas não procuram prevenção, as consequências podem piorar. No início os principais sintomas são fadiga muscular, dores na região lombar, na coluna e incômodo nas pernas e nos pés. Com o passar do tempo, existe uma grande tendência para o sedentarismo, que eleva o peso e prejudica a circulação do sangue, desenvolvendo varizes e outros problemas vasculares. Em casos mais avançados, é possível causar lesões inflamatórias por esforços, como artrites e tendinites.


Métodos de prevenção


A ginástica laboral pode ser feita em três momentos distintos, antes, durante e depois da jornada de trabalho. A ginástica preparatória deve ser aplicada antes da jornada de trabalho, com um simples alongamento muscular. Em meio ao expediente existe a compensatória, que relaxa e reativa os músculos, soltando o que está tensionado. Já a ginástica de relaxamento acontece no final, com o objetivo de liberar as tensões acumuladas ao longo do dia, evitando o surgimento de lesões no corpo.


Segundo o professor Fábio Monteiro, independente se algumas pessoas praticam atividades físicas ou não, o ideal é que as pessoas que trabalham sentadas executem a ginástica laboral. Ela melhora o sistema cardíaco, respiratório e esquelético; reduz a sensação de fadiga; combate doenças ocupacionais, como o estresse e ansiedade; aumenta a atenção e a concentração; melhora o condicionamento físico e a flexibilidade; e minimiza a monotonia.


Além dos exercícios da ginástica laboral, o professor Fábio Monteiro recomenda outros movimentos com o corpo. “O ideal é que a cada duas horas as pessoas façam algumas locomoções, como ir ao banheiro, levantar para tomar água ou mesmo o café. Além disso, é recomendável sentar alinhando a coluna, mantendo o ângulo reto com joelho e o quadril em aproximadamente 90 graus. Uma atividade física, acompanhada de um fisioterapeuta, para evitar sobrecarga no músculo numa melhor disposição”, aconselha.